É difícil compreender a voz do Senhor?

Por domingo, 27 novembro, 2011

Estamos vivendo um período de grande tensão. É evidente como o homem procura controlar a ação de Deus na vida das pessoas. Mas, sabemos que Deus chama da maneira que quer, na hora e local que quer a quem quer para fazer a Sua Obra – o que pode impressionar a alguns que parecem não crer na multiforme sabedoria do Todo Poderoso. Ele faz ser quem não é, orienta e capacita qualquer um para ser um instrumento na difusão do Seu projeto glorioso na terra: “A Restauração da Sua Igreja nesse Tempo do Fim”.

É dever de todo aquele que se identifica como servo de Cristo transmitir, por todos os meios reconhecidamente cristãos, os ensinamentos de Deus às almas que ainda não tiveram acesso a eles. Todavia, o sentido da palavra Evangelizar é muito amplo na vida do crente. Quando nos atemos exclusivamente àquilo que o Senhor disse no Novo Testamento conseguimos demonstrar ousadia para falar das sãs doutrinas do nosso Deus, e divulgar com satisfação expressa na face, em qualquer lugar, a verdade genuína contida nas Escrituras Sagradas e nada fora dela; abrir novas Igrejas Locais e designar homens capacitados para o ministério pastoral nesses lugares.

Deus é tão simples e complexo ao mesmo tempo! Ele não precisa do homem para fazer a Sua Obra. No entanto, Ele quer contar conosco. E nós, como bons servos que somos, devemos consentir com o Seu método de ação original, puro, santo, simples, sem querer introduzir artificialismos, doutrinas modernas e estratégias de evangelismo como, por exemplo, blocos de carnaval, bailes, coreografias, que nada acrescentam ao crescimento espiritual do povo de Deus. Muito pelo contrário. Ao optar por tal procedimento, o servo de Deus terá na sua vida espiritual um comodismo e estará contribuindo, consequentemente, para o atraso do plano restaurador do Senhor e trazendo sérios prejuízos para a imagem da Igreja na sociedade. Devemos, portanto, estar atentos à forma que Deus age e quer agir em nosso meio para que não sejamos considerados pedra de tropeço, impedimento para o avanço progressivo da Obra do Senhor no mundo.

Enfim, quando o homem descobre que também tem influência direta e/ou indiretamente para o aumento do número de fiéis na Igreja do Senhor Jesus dispersa entre as nações, ele trabalha com afinco neste propósito e recebe a aprovação do Senhor. Porque todos vêem os frutos desse amor demonstrado não por palavras persuasivas, mas por ações que explicitam a sua fé naquEle que o restaurou e o solidificou para ter uma vida santa – mesmo estando inserido neste século tão marcado pelo culto ao pecado – cada vez mais modernizado – tão patente em nossos dias! Sim, os Últimos Dias – NOS TEMPOS DA RESTAURAÇÃO.

avatar

Noemi de Farias Fuly

“Ainda que o meu pensamento não tenha valor de mercado ou não seja bem recebido no tribunal da opinião pública o que não posso é não pensar, não pensar é impensável.” (Adaptado de R. C. Sproul)

Facebook Google+ 

Enviar para um amigo





Enviar para um amigo